Vai Atrever-se a Mudar ou Vai Continuar a Resistir? Mude, antes que alguém o faça por si!

Vai Atrever-se a Mudar ou Vai Continuar a Resistir? Mude, antes que alguém o faça por si!

“Se as coisas não mudam, mude as coisas!”

É assim que começa o livro de Alessandra Assad, “Atreva-se a mudar”. Numa perspetiva arrojada, Alessandra garante que apenas uma questão de atitude faz a diferença entre uma empresa ou pessoa de sucesso e as destinadas ao fracasso, citando como exemplo a frase de Frank Maguire: “A vida é 10% do que nos acontece e 90% de como lidamos com tudo o que nos acontece.”

Numa sucessão de frases inspiradoras, Alessandra sugere a recomendação de Alvin Toffler: “É melhor errar do lado do risco do que do lado da precaução”.

Segundo Alessandra, é preciso avaliar onde estamos hoje, quem queremos ser amanhã e o que vamos fazer para chegar lá. A cada cinco anos as pessoas precisam de adquirir novas aptidões. Se, após cinco anos a desempenhar as mesmas funções, não desejar ou sentir que precisa de mudar qualquer coisa, provavelmente estará a cristalizar. E, nos dias de hoje, ficar parado é andar para trás, defende Alessandra.

Assim, antes de desistir ou afirmar que “não vai resultar”, tente. Experimente! Pense nos milhares de jovens que entram diariamente no mercado de trabalho e, em vez de recear a sua presença, reconheça e admire a ausência do seu medo da mudança. Aprenda com eles. Independentemente da sua idade ou experiência tem de estar disposto a considerar a mudança como algo rotineiro na sua vida.

“Muitas pessoas querem mudar, não porque vejam a luz, mas porque sentem o calor.” – Anónimo

Ao longo de todo o livro, Alessandra descreve vários exemplos de empresas e de líderes que arriscaram a mudar, e refere alguns dos ingredientes sugeridos por Prahalad, um dos mais respeitados especialistas em estratégia empresarial, para conduzir um processo de transformação:
  • Imaginação;
  • Paixão;
  • Coragem;
  • Humanidade;
  •  Humildade;
  • Inteligência; e
  • Um pouco de sorte.

Segundo Prahalad, as melhores estratégias a adotar para que uma empresa se torne líder no seu setor são:
  • Trazer o futuro para o presente – nomeadamente pela adoção de ferramentas tecnológicas potentes, como CRM (Customer Relationship Management), orientadas para a informação sobre os clientes;
  • Descentralizar a informação – a partilha de informação e a gestão do conhecimento assumem cada vez maior relevância, privilegiando-se não só a comunicação interna, como inclusivamente a comunicação para com as empresas congéneres;
  • Encarar os parceiros de negócio como uma comunidade – a similitude de gostos, opiniões e referências sociais constituem uma poderosa fonte de pesquisa e feedback sobre padrões e hábitos de consumo.

Mas Alessandra não se fica apenas pelos casos de sucesso, relatando igualmente percursos espinhosos como o da Polaroid, durante 40 anos líder no seu setor e confiante da sua invulnerabilidade graças às patentes que a protegiam… E que em nada ajudaram quando a tecnologia digital se impôs no mercado!

São ainda mencionados alguns casos de sucesso que começaram por ser fracassos, como a marca Kleenex, que começou por produzir um papel-toalha para remoção da maquilhagem, um erro rapidamente corrigido com a produção de lenços descartáveis.

“Quando é necessário mudar? Antes que seja necessário.” – Claus Muller

Alessandra enfatiza continuamente a importância da liderança nos processos de transformação. “É preciso entender que a mudança só se faz através das pessoas, e que estas precisam de informação para terem noção e assumirem adequadamente as suas responsabilidades. Como líderes, ao comunicarmos qualquer informação, desde a mais irrelevante àquela que vai mudar toda a estratégia de trabalho, precisamos de estar cientes de que devemos olhar nos olhos de cada pessoa, explicar-lhes o porquê das coisas, fazê-las entender a importância que têm em todo o processo…”

E então, já está convencido dos benefícios da mudança? Vai atrever-se a mudar? Parafraseando Alessandra… Mude, antes que alguém o faça por si.



Alessandra-AssadCapaz de protagonizar uma série de mudanças em sua vida pessoal e profissional, Alessandra Assad é formada em jornalismo, com pós-graduação em Comunicação Audiovisual e MBA em Direção Estratégica. Ao longo de duas décadas, atuou como repórter, apresentadora e produtora em televisões, rádios e agência de notícias. Atualmente percorre o Brasil e o mundo como palestrante requisitada na área de vendas e gestão, é professora nos MBAs da Fundação Getulio Vargas, colunista de alguns veículos de comunicação impressos e sites. É autora de muitos artigos sobre Liderança, Gestão de Mudanças, Comportamento Organizacional, Comunicação, Vendas, Motivação e Atendimento ao Cliente. De 2003 a 2009, atuou como diretora de redação da revista VendaMais, a maior revista de vendas do Brasil. É autora também do livro Leve o Coração para o Trabalho.


Maria-Jose-Alemao

Maria José Alemão é Senior Change & Transformation Manager com mais de 20 anos de experiência internacional na liderança e gestão de projetos de BPO, Gestão da Mudança e Recursos Humanos, em empresas como a Accenture, Telefónica e Portugal Telecom. A escrita é uma componente relevante na sua atividade. Mais informações aqui.