8 Dicas dos especialistas sobre como potenciar o networking e transformar os seus contactos em relações

8 Dicas dos especialistas sobre como potenciar o networking e transformar os seus contactos em relações

O Networking é importante para qualquer líder e organização por inúmeras razões. Seja em busca de novos contatos que poderão ajudar a sua empresa, seja para procurar conselhos dos peritos da área ou para angariar um novo parceiro de negócios, não há melhor maneira de o conseguir senão através do networking.


O Open Forum refere mesmo que “o Networking pode ser a salvação de algumas empresas, sendo esta em si a razão pela qual cultivar relacionamentos é importante. Lembre-se que o networking não começa nem acaba num evento de networking e pode ser feito em qualquer lugar (livraria, ao almoço, durante uma conferência ou na cozinha do seu escritório).”

"É uma ideia errada assumir que participar num evento de networking lhe irá trazer imediatamente novos negócios”, dizem Ivan Misner e David Alexander, autores do livro "Networking Like a Pro: Turning Contacts into Connections." Estes dizem mesmo que  nem ler livros o fará. Como muitas outras capacidades, só se aprende a praticar.

  • Networking é apenas o começo: 

Participar num evento ou distribuir uns cartões-de-visita não é o suficiente. Para dar mesmo o seu melhor no networking, tem de dar o seu tudo por tudo. “Algumas pessoas vão a eventos de comércio, trocam alguns cartões-de-visita e depois dizem "Bem, já fiz o meu networking”, referem Misner e Alexander. “Errado. Esse é apenas o começo. É preciso participar em diversos eventos destes, por forma a aumentar a sua rede de contactos.”

  • Follow-Up: 

Se o Networking potencia a relação, o follow-up permite fazer a ligação e concretizá-la. Sem a ligação não se pode ir de um lugar para o outro. “Um contacto ao qual não se faz o follow-up, é um contacto que nunca fará parte da sua rede de contactos”, dizem os co-autores. “Não haverá negócio nenhum (vendas, referências, reuniões com o CEO poderoso que podem conhecer) a não ser que faça o follow-up.”

  • Rever os emails antigos: 

Tem a sua caixa de entrada com 3000 mensagens antigas? Talvez queira ver o que lá tem. A mais pequena coisa, como um comunicado de imprensa velho, pode dar-lhe a ligação a alguma empresa ou negócio em está interessado. Ao rever os seus emails antigos pode também encontrar contactos de pessoas de quem já se tinha esquecido. Organize a sua caixa de entrada, os itens enviados e as caixas de arquivo, para encontrar potenciais contatos.

  • Utilize aplicações de networking: 

As aplicações de networking tornam o processo mais fácil, pelo que deve aproveitá-las. A aplicação CardMuch torna facilmente os cartões-de-visita em contatos; a aplicação Happening encontra todos os eventos de networking na sua área; e a aplicação Hashable permite-lhe criar cartões de vista virtuais.

  • Tenha sempre cartões-de-visita consigo: 

Como nunca se sabe quando vamos encontrar alguém, tenha sempre alguns cartões-de-visita na sua carteira para uma distribuição rápida. Num evento, isto é de extrema importância. Entregue dois cartões a cada pessoa que conhece – um para eles e outro para alguém a quem queiram dar o outro cartão. Muito provavelmente, eles farão o mesmo e entregar-lhe-ão também dois cartões. Desta forma pode multiplicar o número de pessoas que poderão contatá-lo e à sua empresa. 

  • Tome notas: 

Nas costas dos cartões-de-visita, tome notas sobre a sua interação com essas pessoas. Mencionaram que estavam à procura de um designer gráfico especializado no design de logotipos? Ou adoptaram recentemente um cão? Tome nota disso. No seu follow-up, pode mencionar que conhece alguém que desenha logotipos ou perguntar como está o cão.

  • Arranje um parceiro de networking: 

Esta prática menos comum é semelhante ao networking por referência, o que exige um compromisso e lealdade acrescidos. Encontre alguém que também faça networking, que seja de uma área diferente ou mesmo um colega de trabalho, e troque uma série de cartões-de-visita com ele. Faça sua prioridade mencionar o seu parceiro de networking quando for relevante e ele fará o mesmo. Se o seu parceiro de networking fosse um designer de logotipos, daria o cartão dele à pessoa que disse que estava à procura de um.

  • Arrisque e entre em contato com eles: 

Não tem que se encontrar fisicamente com uma pessoa para fazer networking com ela. Se a pessoa com quem gostaria de falar tem um blog ou escreveu um artigo de que gostou, entre em contato com ela. O pior que pode acontecer é ela não lhe responder. As melhores coisas que podem acontecer são virtualmente ilimitadas.


Fonte: Open Forum