Domine a arte de comunicar: Comunique para envolver, motivar e obter o resultado esperado

Domine a arte de comunicar: Comunique para envolver, motivar e obter o resultado esperado

Dominar a arte de comunicar em público é uma das responsabilidades do líder com maior visibilidade.

Não colocando em causa as competências técnicas que fazem alcançar patamares de grande responsabilidade e por inerência da liderança, a exposição pública pode ser um obstáculo. É que nem todos são dotados de personalidades extrovertidas e encantadoras!

Mas sabemos que só comunicando de modo eficiente se conseguirá envolver, motivar e obter o resultado esperado, quer do público interno quer no exterior.

O que temos de ter em conta?

A comunicação compõe-se de vários elementos, captados em percentagens diferentes. Uns 7% correspondem à comunicação verbal, o conteúdo da mensagem, as palavras e expressões usadas.

Acrescem 38% respeitantes às caraterísticas vocais, como o tom de voz, a velocidade, o timbre e o volume.

E 55% relativos à comunicação não-verbal, composta pela postura, os gestos, o rosto contemplando em pormenor, o movimento dos olhos, a tonalidade da pele e a respiração, entre outros.

O que é escrutinado?

Tanto o conteúdo da mensagem como tudo o que a acompanha.

O estado mental da pessoa reflete-se nos comportamentos externos, em particular nas modulações da voz e nas reações fisiológicas. E são facilmente visualizadas as incongruências corporais ou verbais. Isto é, quando o corpo diz algo distinto do que se diz verbalmente. Por exemplo, alguém que afirma que adora o seu trabalho, ou que acredita no sucesso do projeto, mas que o transmite com uma voz monocórdica e uma atitude de enfado.

O olhar vivo e arguto ou mortiço, as variadas tonalidades da voz, o ritmo constante ou entrecortado e o tipo de vocabulário usado, dizem muito mais do que se pretende, dando azo a variadas interpretações.

O que resulta?

Confiança e credibilidade parecem ser dois lugares comuns na comunicação. Mas uma pequena ideia pode crescer rapidamente, se o líder que a transmite souber compô-la. Sabemos que 90% da credibilidade depende da convicção e da aparência com que a transmite.

Saber expressar-se, fazer-se entender, ser seguro e amável no tratamento com os outros, adequar a mensagem ao grupo, saber usar a paralinguagem com perícia, são treinos e aprendizagens até se tornarem parte intrínseca do líder, que sabe e quer comunicar como um deles.



Maria-Duarte-BelloMaria Duarte Bello é diretora-geral da MDB - Coaching e Gestão de Imagem, Unipessoal Lda. Coach especialista em Executive, Team e Life Coaching, formada pelo Instituto International OlaCoach e pela The International School of Coaching, entidades reconhecidas pelo ICF – International Coach Federation. Com um master em Gestão de Imagem pela Universidade Complutense de Madrid; Estudos Avançados em Comunicação Social pela Universidade Complutense de Madrid e doutoranda em Comunicação Social pela mesma. Licenciada em Direito. É formadora nas áreas da Comunicação e Comportamento e Gestão de Imagem. Consultora de Protocolo na organização de eventos. É ainda docente no ISLA Campus Lisboa – Laureate International Universitie; foi ainda docente no Instituto Superior de Novas Profissões (INP). Dispõe de obra publicada, entre os quais o livro "Empresários à conquista do mundo".