Não precisa de ser o líder para ser ouvido

Não precisa de ser o líder para ser ouvido

Costuma sentir que a sua criatividade é esmagada? Que a sua organização ignora por completo as ideias que vai apresentando? Assuma o controlo. Afinal, não precisa de estar no topo da hierarquia para ver as suas propostas concretizadas.

Quando se trabalha numa grande organização (e as de menor dimensão também não estão imunes) pode parecer quase impossível conseguir que as ideias sejam ouvidas, sobretudo se não pertencer à gestão de topo. E pode até passar grande parte do tempo a pensar que se os procedimentos fossem feitos à sua maneira a companhia poderia ter melhores resultados. É algo que acontece a todos nós. E que pode ser ainda mais complicado no início da carreira, altura em que parece impossível ser “ouvido”. Mas o que muitos profissionais demoram a perceber é que a única pessoa sobre a qual têm controlo real é… eles próprios. Assim, primeiro, há que parar de se queixar. Segundo, siga cinco passos simples para que as suas opiniões e ideias sejam ouvidas (e respeitadas) e até concretizadas. Vai ver que, a partir daqui, evolui de forma constante, e, se se encontrar num cargo de liderança, passa também a incentivar a sua equipa a materializar as ideias de forma constante.

1. Elabore um plano
Há uma diferença entre conseguir expressar as suas ideias e passar o tempo a reclamar sobre o que não está a funcionar a 100%. Se vir que há a hipótese de fazer uma mudança positiva na organização onde trabalha, avance! Delineie o plano de ação para si e para a sua equipa, e estabeleça quais os resultados esperados. Pesquise e inclua o máximo de dados/informação no sentido de mostrar à sua equipa – e ao seu chefe – que está focado em encontrar uma solução. 

2. Assuma as rédeas
De certeza que não foi contratado para se manter calado e tratar de papéis o dia todo. O seu superior hierárquico quer ter notícias suas – quer saber se está a contribuir de forma ativa para a companhia, se está a fazer tudo ao seu alcance, e está a ir mais além da descrição das suas funções. Peça-lhe que reserve tempo para ter uma reunião consigo e obter assim a total atenção para lhe apresentar o seu plano. Se sentir nervosismo ensaie com um amigo ou colega de confiança (ou até mesmo em frente ao espelho). 

3. Permita-se discordar
Prepare-se para a eventualidade de não ter uma retumbante ovação após ter apresentado o seu conceito. O seu chefe pode ter outra ideia em mente, ou pensar que a sua proposta vai exigir demasiado trabalho extra aos restantes elementos da equipa. Se se der o caso de não concordar com algo, não tenha receio de expressar as suas preocupações. Recorra à sua pesquisa, dados ou até a histórias engraçadas para fundamentar o seu ponto de vista. 

4. Permaneça positivo
Mesmo que a sua ideia seja a melhor do mundo, tenha em mente que a maioria das pessoas não gosta de mudanças. Mantenha a calma e tente focar-se em como deseja fazer a sua empresa seguir em frente, em vez de reclamar sobre o que aconteceu no passado. Se considera que tem uma grande ideia em mãos, tente decompô-la em pequenas fases para que a mudança possa ser gradual, e vá sendo afinada à medida que progride. 

5. Responsabilize-se
Nunca é demais reforçar: as pessoas não gostam de mudanças. Esta é a altura no seu plano em que tem de assumir a responsabilidade pela sua ideia. O que tenciona fazer para implementar a mudança necessária? Pode começar por fazer o pitch de um programa-piloto, ou por criar uma pequena equipa dedicada ao assunto. Mostre ao seu superior hierárquico que está disposto a “chegar-se à frente”, em vez de estar a criar-lhe trabalho extra. Com o progredir da implementação, se o seu conceito não se revelar o mais indicado para a empresa (esperemos que não), vai ter de assumir a responsabilidade.

Quando analisamos o nosso percurso profissional não paramos para refletir sobre o que aprendemos com os sucessos. É o tropeçar nos obstáculos, os fracassos e os momentos mais difíceis que nos fazem crescer e progredir.
Posto isto, qual é o passo que vai dar para ser ouvido e conseguir concretizar as suas ideias a nível interno?

12-10-2016

Fonte: Inc.com 


Portal da Liderança