Escolha as palavras certas para inspirar

Escolha as palavras certas para inspirar

A linguagem da liderança não se restringe às palavras – tem muito a ver com o tom emocional, como explica uma especialista britânica em linguística.

Susie Dent, perita inglesa em comunicação, autora best seller e oradora, partilha o seu know how na revista “Director” sobre como encontrar as palavras certas para inspirar e conquistar os corações e as mentes dos funcionários. A lexicógrafa e etimologista residente no programa de televisão britânico Countdown considera a palavra “inspiração” reveladora; isto porque na sua origem estão dois termos latinos que significam “respirar” ou “soprar para dentro”, pelo que podemos dizer que inspirar as pessoas é fornecer-lhes o oxigénio de que precisam para serem confiantes e criativas.

A especialista adianta que a linguagem da liderança não se restringe apenas às palavras que são empregues. A linguagem inspiradora tem também a ver com o tom emocional. E, embora os vocabulários de comando firme e de empatia sejam bem diferentes, são no entanto perfeitamente compatíveis. Os anos de experiência de Susie Dent a entrevistar líderes de equipa, gestores e CEO revelaram alguns indicadores consistentes – e armadilhas. A etimologista partilha algumas das lições linguísticas que foi aprendendo com o tempo.

1. Indicar o objetivo. Se a sua intenção é clara e partilha-a com frequência, as pessoas segui-lo-ão para qualquer lugar. A história que se segue é um pouco “batida”, mas não menos instrutiva – quando o presidente Kennedy visitou a NASA em 1962 passou por um funcionário das limpezas e interpelou-o: “Olá. O que faz aqui?” Resposta: “Estou a ajudar a colocar um homem na lua”.

2. Assumir riscos. Todos falamos como ser humanos e alguns de nós assumem riscos. Os bons líderes fazem as duas coisas. Se olhar para alguns dos mais notáveis ​​slogans publicitários recentes, vai reparar que os copywriters estão a ir mais além no que diz respeito à linguística. A Apple, por exemplo, com o slogan “Pense diferente”, dispensou o advérbio (em inglês), e ilustra perfeitamente o seu ponto de vista.

3. Não ter receio de se repetir. O presidente de uma grande agência de publicidade disse uma vez a Susie Dent que no momento em que pensar que as pessoas estão a ficar cansadas de ouvir a sua mensagem é o instante em que a mensagem está a começar a entrar nas suas mentes. E acrescentou: “simplifique, faça pegar, faça com que pegue”.

4. Usar um bom jargão. Nós adoramos usar jargão que sufoca o significado, mas também há bom jargão – e que funciona. É o jargão do tipo tribal que nos une e nos faz sentir parte de algo especial. Se conseguir desenvolver um léxico colorido, memorável e direto, estará a dar à sua equipa um forte senso de identidade. Por exemplo, quando um homem do lixo avisa um colega de está para chegar “arroz especial”, está a recorrer a uma piada interna que passa a mensagem concisa para aliviar o stress que é ter um “encontro de primeiro grau” com vermes.

5. Adorar a palavra “porque”. Pode parecer bastante óbvio, mas estudos mostram que, se der uma razão para querer fazer algo e a expressar bem, estará a melhorar muito o resultado. Pedir que as pessoas desempenhem uma tarefa é uma coisa, mas ao explicar por que é importante que a levem a cabo está a fazer com se sintam totalmente envolvidas no processo.

6. Apelar à emoção. Não passe pontos de discussão; conte histórias. Como refere Brené Brown, professora de trabalho social na Universidade de Houston: “As histórias são dados com alma”. Basicamente, é encontrar o equivalente à campanha publicitária da operadora móvel britânica O2 “Seja mais cão”, de 2013, que incentivou os consumidores a sacudirem as caudas metafóricas, a deixar o cinismo de lado e a acolher o que é novo.

7. Aumentar o poder com as palavras. A extensão do vocabulário de uma pessoa é o melhor indicador do seu sucesso profissional. Os líderes devem incentivar os trabalhadores a ler, a aprender, a fazer jogos de palavras, e, acima de tudo, a divertirem-se com a linguagem – que tem um potencial ilimitado.

8. Potenciar o zelo. Por fim, não pode esperar inspirar outras pessoas se não estiver inspirado. Uma maneira infalível de evitar o mau jargão é alimentar-se da sua paixão e usar as suas palavras. Este é o seu sonho, então para quê usar as palavras de outras pessoas? A paixão é contagiante; a paixão provoca; a paixão faz-nos felizes.

11-09-2018


Portal da Liderança