Empreendedor e Empresário - 10 Mandamentos do empreendedor para chegar mais além

Empreendedor e Empresário - 10 Mandamentos do empreendedor para chegar mais além

Comecemos por clarificar. Há que distinguir entre empreendedor e empresário. Que não são a mesma coisa. O empreendedor é uma pessoa que tem prazer em empreender, em criar coisas. O empresário é alguém que gosta de desenvolver o negócio e, sobretudo, de gerir.


Uma caraterística que distingue os autênticos empreendedores é a de não admitirem a hipótese do fracasso. Não é que estejam cegos ou iludidos. Antes pelo contrário, têm bem a noção da realidade. Mas a sua vontade é tão grande e tão forte que supera tudo, mesmo o sucessivo fracasso.

Empreender é uma forma de encarar o mundo e uma certa maneira de entender a vida, com a qual nem todos se sentem confortáveis. Há quem prefira a segurança, a rotina, ou simplesmente deixar que sejam os outros a correr riscos. Quando montam um negócio, essas pessoas normalmente não têm sucesso. Isto porque não estão habituadas às contrariedades, à frustração e não desenvolveram a capacidade de resistência e de sofrimento. Estas, por vezes, têm de ser enormes.

O que nos leva a fazer uma distinção importantíssima entre motivo e motivação para iniciar um negócio.

O motivo é a causa que leva a agir. Como odiar o chefe ou a empresa em que se trabalha. Estar desempregado. Querer compatibilizar os horários familiares com os profissionais. Ganhar mais dinheiro do que sendo trabalhador por conta de outrem.

Mas a motivação é outra coisa. Nasce da vontade intensa, da expetativa, do sonho e do desejo profundo de empreender. Que constituem uma motivação sólida e duradoura do empreendedor e lhe dão a combatividade e a força necessárias para não desistir. Por isso se diz “quem corre por gosto, não cansa”.

  • Os 10 Mandamentos do Empreendedor

1º – Ser visionário
Identificar oportunidades de negócio em qualquer ocasião, seja viagens de trabalho, conversas ou férias. Ter sempre vários cenários para alcançar e novos caminhos para pesquisar.

2º - Capacidade negocial
Encarar a cooperação entre pessoas, parceiros e empresas, para atingir objetivos de tal forma que todos saiam a ganhar.

3º - Ousadia e coragem
Ter a ousadia de transformar as ideias em realidade. Ver os fracassos como oportunidades de aprendizagem, e não como derrota. Estes são apenas um resultado como qualquer outro. Ser capaz de reagir e de não desistir.

4º - Estabelecer contatos
Desenvolver relações que possam servir de suporte à expansão e ao aprimoramento do negócio e da sua sustentação.

5º - Conhecer a realidade do mercado
Permite perceber as hipóteses de sucesso, avaliar as alternativas, fazer as escolhas e calcular os riscos. Esforçar-se continuamente para aumentar o conhecimento. Investigar, estudar e analisar.

6º - Energia física e intelectual
Dão força e vontade para avançar e inteligência e competência para solucionar os problemas.

7º - Ter autoconfiança
Ter fé na capacidade pessoal e não colocar em dúvida a convicção de conseguir o que quer. Confiar nas capacidades reais do projeto, assim como na autoafirmação pessoal.

8º - Estabelecer metas
Deverá estabelecer metas mensuráveis, tarefas a cumprir, ter flexibilidade no plano, fazer a revisão de metas e manter a organização. O plano pode ser revisto periodicamente, mediante os resultados e as circunstâncias do momento. Deverá escolher entre corrigir ou mudar a trajetória.

9º - Liderança
Para conseguir um grupo de trabalho leal ao projeto, deverá ser capaz de motivar os outros. Deverá ser capaz de transformar prejuízo em lucro, insucesso em vitória, insatisfação em entusiasmo e este, por sua vez, em paixão.

10º - Ser o seu próprio patrão
Adote posturas que envolvam iniciativa e realização. É preciso iniciar, mas só poderá acabar quando esta se realizar. Nunca perda de vista o compromisso e a persistência, a autoconfiança e a persuasão, o otimismo e a força de vontade, a tolerância e a paciência, sempre com total independência, mas sem isolamento.

O motivo que leva à decisão de empreender não é o mais importante, desde que exista a motivação.

 


Maria-Duarte-BelloMaria Duarte Bello é diretora-geral da MDB - Coaching e Gestão de Imagem, Unipessoal Lda. Coach especialista em Executive, Team e Life Coaching, formada pelo Instituto International OlaCoach e pela The International School of Coaching, entidades reconhecidas pelo ICF – International Coach Federation. Com um master em Gestão de Imagem pela Universidade Complutense de Madrid; Estudos Avançados em Comunicação Social pela Universidade Complutense de Madrid e doutoranda em Comunicação Social pela mesma. Licenciada em Direito. É formadora nas áreas da Comunicação e Comportamento e Gestão de Imagem. Consultora de Protocolo na organização de eventos. É ainda docente no ISLA Campus Lisboa – Laureate International Universitie; foi ainda docente no Instituto Superior de Novas Profissões (INP). Dispõe de obra publicada, entre os quais o livro "Empresários à conquista do mundo".