6 Segredos de Jeff Bezos para a inovação

6 Segredos de Jeff Bezos para a inovação

Jeff Bezos já foi apelidado do “melhor CEO” pela Harvard Business Review. Fundador da Amazon, tem guiado a empresa desde os inícios como livraria online até ter-se tornado na fábrica de inovação que é hoje, tendo adquirido este ano o Washington Post.

Kevin Kruse, empresário e colunista da Forbes, refere que “quando as pessoas ouvem a palavra “inovação”, pensam na Apple, sem apreciar os avanços que a Amazon tem tido com o Kindle eReader, com o Fire tablet, com a Amazon Web Services, com a Prime, com o checkout num clique e até mesmo com o mechanical turk.”

Kruse destaca inclusivamente que “Bezos já doou 10 milhões de dólares para criar o Bezos Center for Innovation, como parte do Museu de História e Indústria, que irá ser inaugurado no fim deste ano”.

6 Segredos de Jeff Bezos para a inovação segundo Kevin Kruse:

1. Ignorar Wall Street.
Bezos já frustrou muitos investidores que procuram maximizar o retorno a curto prazo. Este tem a capacidade pouco habitual de ser verdadeiramente indiferente às mudanças radicais do mercado de ações. Mesmo a seguir ao 11 de Setembro, o preço das ações da Amazon caíram dos 100 para os 6. Ainda assim, no longo prazo, os investidores tem estado incrivelmente bem. Os investidores iniciais da Amazon já tiveram 124 vezes o retorno sobre o investimento desde de que esta se tornou pública.

Mesmo se não tenha uma empresa pública, certifique-se de que escolhe investidores e parceiros que partilham da sua visão de inovação e que sabem esperar e ser pacientes em termos do retorno.

2. A inovação não precisa de um grande orçamento.
Muitas pessoas assumem que as empresas inovadoras têm orçamentos de I&D muito grandes. Mas como Bezos referiu numa entrevista “A frugalidade leva à inovação... não tínhamos dinheiro para gastar em orçamentos de publicidade. Portanto, criámos o programa de associados. [A inovação] requer reflexão e foco no consumidor.”

Pense nos pontos fracos da sua empresa. Como consegue atacar o problema criativamente? Como consegue servir os seus clientes de forma criativa?

Jeff-Bezzos-Amazon-Inovacao-kindle3. Valorize o espectro da inovação.
Bezos costuma falar sobre o “espectro” da inovação. Embora os grande avanços recebam toda a atenção (Kindle, Cloud Computing, Prime), Bezos esforça-se também pelas pequenas inovações e melhorias diárias que reduzem custos, poupam tempo e melhoram a qualidade.

Encoraja os seus funcionários a pensar diariamente em novas ideias? Tem algum sistema que reveja, implemente e premeie essas ideias?

4. Manter as equipas pequenas.
Numa reportagem sobre Bezos, a Fast Company partilhou a sua “regra de duas pizzas”. Bezos explica frequentemente, que as equipas de projetos ideias (em geral, 5 a 7 pessoas) não podem ser alimentadas com mais de duas pizzas.

Bezos sabe que à medida que as empresas ficam maiores, existe uma atração irresistível para tornar as equipas cada vez maiores, uma vez que diferentes “feudos” exigem representação e este aumento acaba por ser visto como uma tentativa de coordenação. No entanto, são sempre as equipas mais pequenas que permanecem ágeis, que atuam depressa e que fazem as coisas acontecer.

Qual o tamanho das equipas multifuncionais que tem na sua empresa? Será que precisam de ser tão multifuncionais?

5. Experimente.
No World Economic Forum de 2013, Bezos disse que “Se duplicar o número de experiências que faz por ano, irá duplicar a sua capacidade para inventar.”

É a simples ideia de ligar a inovação à invenção. O fracasso não só é bom, como também é preciso. Quantas vezes falhou Edison antes de ter conseguido avanços com a lâmpada? Ainda assim, muitos dos profissionais de hoje parecem ter medo de tentar novos esforços, porque podem não funcionar ou porque estas podem manchar a sua “marca pessoal” com fracasso.

Na Amazon todos são inventores.

6. Contrate pioneiros.
Na conferência re:Invent de 2012, Bezos referiu que “Tem que selecionar pessoas que querem inovar e explorar. Quando atrair pessoas que têm “pioneiro” e “explorador” no seu ADN, construirá uma empresa com pessoas que querem inventar.”

Como é o seu processo de seleção atual? Seleciona as pessoas pelo seu potencial de inovação?

Se nos compararmos com Jeff Bezos, bem como as nossas empresas com a Amazon.com, podemos ter uma experiência de humildade. Podemos ter uma de inspiração.”


Fonte: CEO


Kevin-KruseKevin Kruse criou e liderou várias empresas de IT avaliadas em vários milhões de dólares, tendo ganho o Inc 500 e prémios do melhor local para trabalhar em várias delas. Colunista habitual da Forbes, é autor de vários NY bestsellers como é o caso do We: How to Increase Performance and Profits Through Full Engagement e d seu mais recente Employee Engagement For Everyone.