O que acontece quando não há um líder? 7 Resultados catastróficos seja qual for o setor afetado

O que acontece quando não há um líder? 7 Resultados catastróficos seja qual for o setor afetado

Gosto de si. Sim, de si. Sabe porquê? Porque é por causa de pessoas como você que as equipas funcionam, que as pessoas se sentem motivadas e que as coisas acontecem. Tudo porque optou por ser líder, independentemente do cargo e setor que ocupa na sua organização.

Acredite, é a liderança que faz a diferença e os líderes são necessários e fundamentais em todos os níveis de uma organização.

Já imaginou uma empresa sem um CEO? Um partido político sem um secretário-geral ou presidente? Um país sem um Chefe de Estado? E a outros níveis? Imagine a sua equipa sem um diretor e a sua vida sem uma atitude de liderança. O que alcançaria? Estaria onde está hoje?

Acha que estou a exagerar?

John C. Maxwell, numa sessão de técnicos da NFL na Senior Bowl, em Mobile, no Alabama (EUA), focou-se na Lei da Vantagem: “A diferença entre duas equipas igualmente talentosas é a liderança”. Segundo este, sem um líder numa equipa, numa secção, na direção de uma organização, numa família, os seguintes resultados serão inevitáveis:

1. Sem um líder, perde-se visão
Se uma equipa começa o seu trabalho com uma dada visão mas sem um líder, então está com um problema. Porquê? Porque vai perder-se a visão. Sem líder, a visão vai perder consistência e a equipa irá andar à deriva. Em contrapartida, se a equipa começa o seu trabalho com um líder, mas sem uma visão, poderá tudo correr bem, uma vez que, até ao fim, a visão surgirá. O líder é sempre um visionário, pelo que será sempre uma questão de tempo. Os líderes estão sempre focados nalgo. Estes têm sempre uma visão que acaba por extravasar e influenciar as pessoas que trabalham com eles e que irão partilhá-la e rever-se nela.

2. Sem um líder, as decisões são adiadas
Certo dia, o presidente Ronald Reagan contou uma história da sua própria vida, para mostrar como tinha descoberto, no início da sua vida, a necessidade da tomada de decisões. Quando ainda era jovem, uma sua tia mandou fazer-lhe um par de sapatos por medida. O sapateiro perguntou-lhe se queria que os sapatos fossem em bico ou quadrados. Mas Reagan sentiu uma grande dificuldade em decidir. O sapateiro disse-lhe que voltasse daí a dois dias para lhe dizer o que tinha decidido, mas Reagan não voltou. Certo dia, o sapateiro encontrou-o na rua e voltou a perguntar-lhe que tipo de sapatos queria, mas Reagan voltou a repetir que ainda não se tinha decidido. Desta vez, o sapateiro disse-lhe que, no dia seguinte, teria os sapatos prontos. Quando Reagan os foi buscar, descobriu que tinha um sapato em bico e um quadrado. Anos mais tarde, confidenciou: “Quando olho para aqueles sapatos, penso na lição que eles me ensinaram: se não tomamos as nossas próprias decisões, outra pessoa as toma por nós.” Como também nos lembrou Jack Welch, “Conduza o seu próprio destino ou alguém o fará por si”.

Maxwell relembra que “Nem todos os que tomam boas decisões são líderes, mas todos os bons líderes tomam decisões. Muitas vezes, torna-se necessário que um líder tome decisões, quanto mais não seja para ajudar outros a tomarem-nas rapidamente.

3. Sem um líder, há sobreposição de trabalho
Quando uma dada equipa se reúne e não há um líder declarado, o que tendencialmente acontece é cada um criar o seu próprio plano, o que acaba por dar origem a uma grande confusão e mesmo a sobreposições no trabalho em desenvolvimento. Como diz Maxwell, “Nas equipas a liderança é a voz unificadora”.

4. Sem um líder, a conflituosidade aumenta
Quando há pessoas a trabalhar juntas, é quase impossível não existirem conflitos pontuais. Também aqui o líder desempenha um papel fundamental, uma vez que lhe cabe o apaziguar dos ânimos. O que se verifica é que, na ausência de uma liderança, estes conflitos se tornam mais graves e duradouros. Maxwell aconselha mesmo que “muitas vezes o líder deve estar à frente dos conflitos para evitá-los ou ajudar a que eles se resolvam”.

5. Sem um líder, o espírito é negativo
Segundo Napoleão Bonaparte, “Os líderes negoceiam a esperança”. São estes que mantêm e alimentam a esperança, alimentam o espírito positivo e a motivação. Maxwell acredita que isto acontece porque “o espírito poderá ser definido como a fé no líder”. Assim, está dependente do líder existir um espírito positivo ou negativo entre os liderados.

6. Sem um líder, a produtividade diminui
Não há liderança sem que exista um foco e capacidade de passar à execução.

Charles Schwab, ex-líder da U. S. Steel, conta que teve um diretor de uma siderurgia que era muito educado e competente, mas que tinha grandes dificuldades em motivar a sua equipa. Certo dia, Schwab questionou-o sobre como é que, sendo uma pessoa tão eficiente, não conseguia fazer com que a siderurgia fosse o que deveria ser, ao que respondeu: “Não sei. Eu convenci os meus homens, pressionei-os e zanguei-me com eles. Fiz tudo o que pude mas não consegui pô-los a produzir.” Schwab não ficou satisfeito e, no final do dia, pediu um pedaço de giz a um funcionário que estava junto a uma fornalha e perguntou-lhe quantas fornadas tinham feito no seu turno, ao qual este respondeu terem sido seis. Schwab agarrou no giz e escreveu um grande seis no chão e foi-se embora. Quando esse turno acabou e vieram os funcionários do turno seguinte, perguntaram porque é que estava aquele grande seis escrito no chão, tendo estes contado o ocorrido. Quando Schwab passou naquele local na manhã do dia seguinte, estava o seis apagado e no seu lugar estava um grande sete. Os colaboradores do turno da noite tinham apagado o seis e escrito o sete que tinham alcançado no seu turno. Quando saiu no final do dia, o sete tinha sido apagado e nele constava um dez! Com este pequeno passo, aquela siderurgia que era a mais fraca da organização, tornou-se na mais forte e criou-se uma saudável competição entre as equipas dos colaboradores.

Quando existe um líder, a criatividade aumenta e surgem novas formas de ajudar a equipa a ser mais produtiva num ambiente saudável e onde todos se sentem bem. Estas podem passar por formações, prémios financeiros, dias extra de férias, até mesmo bilhetes para um jogo, um concerto, uma viagem. Não há limites para a criatividade e descoberta do que é capaz de levar aquela equipa mais além.

7. Sem um líder, o êxito é difícil
Quem já leu o livro “De bom a excelente”, de Jim Collins, sabe que é um facto. Collins conta que tentou retirar todo o protagonismo do líder e focar-se na equipa durante as pesquisas e investigação para a criação deste livro, mas que tal se tornou impossível, uma vez que os factos demonstravam que realmente o líder era determinante na obtenção de resultados. Este vai mais além e refere mesmo um outro patamar, a que chamou de líderes de nível cinco, os quais chegam ao ótimo e mantêm-se lá através de uma mistura “paradoxal de humildade pessoal e de determinação profissional”, refere Collins. Segundo este, “os líderes de nível cinco canalizam as necessidades do seu ego para fora de si, dirigindo-as para o objetivo – superior – de construção de uma empresa ótima”.

Segundo Robin Sharma, “O seu trabalho é o de inspirar pessoas a terem confiança nos seus talentos, a expressarem os seus talentos e a fazerem o melhor trabalho das suas vidas. Isto é o que liderar realmente significa.”

Note que não me refero neste artigo ao seu trabalho enquanto CEO, Chairman, Presidente Executivo, Diretor, ou qualquer outro cargo executivo. É intencional, porque este é o trabalho de todos nós, líderes declarados ou líderes silenciosos da organização que integramos.

Qual o impacto da sua liderança? 

 


fatinha-portal-artigo1Fátima Rodrigues é gestora do Portal da Liderança e editora de conteúdos da Leadership Business Consulting, tendo sido coordenadora editorial da área de business do grupo Almedina e lecionado na Congrégation Saint-Joseph de Cluny. Esteve ligada vários anos ao Conselho da Europa, onde exerceu funções de formadora do GERFEC em relações interculturais e interreligiosas em contexto corporativo e social. É fundadora e administradora geral projeto online de fomento à leitura Segredo dos Livros. Mais informações aqui.