As 5 coisas que os líderes de sucesso não esquecem de fazer

As 5 coisas que os líderes de sucesso não esquecem de fazer

Quais as qualidades de que precisamos para atingir – e depois exercer efetivamente – um cargo de liderança de topo? Coloquemos a questão de outra forma: quais as características ou ações que estão a impedir a progressão na carreira? Apresentamos-lhe cinco medidas/comportamentos em que os líderes bem-sucedidos nunca falham. 

1. Construir pontes
O líder não pode dar-se ao luxo de queimar pontes – nunca sabe com quem pode vir a trabalhar. Também pode ter de ficar sob a direção de outra pessoa, por isso não diga que nunca irá trabalhar para aqueles abaixo de si na hierarquia ou com um cargo de chefia semelhante ao seu. A liderança começa por saber como trabalhar para alguém que não seria a sua primeira opção – ou última. Ser capaz de lidar com qualquer tipo de pessoa confere uma melhor posição enquanto líder, dado que há funcionários, colegas e clientes em todas as formas, tamanhos e... temperamentos. Os líderes também constroem pontes ao preocuparem-se com o sucesso dos outros tanto quanto se preocupam com o próprio sucesso.

2. Fazer networking
A comunicação é mais importante que nunca, e as redes interpessoais dos líderes são essenciais para o sucesso. Embora as redes sociais, como o LinkedIn, sejam importantes para os líderes, comunicar por meios tecnológicos só os leva até certo ponto; em última análise, os líderes precisam de se ligar aos colegas através de networking. Apostar no networking torna os líderes mais eficazes porque lhes dá uma vasta rede de pessoas à qual podem aceder para solicitar recursos e informação para realizarem os seus projetos. Eis algumas formas de melhorar a rede de liderança:
- Faça uma lista das pessoas com as quais contacta regularmente
- Defina uma altura específica por dia ou por semana para entrar em contacto com outros (sem distrações como o telemóvel, iPad, ou outros do género)
- Peça ajuda em relação a dúvidas ou problemas específicos que tenha, e preste realmente atenção ao conselho que lhe é dado.

3. Reconhecer o trabalho dos outros
Os líderes podem utilizar o reconhecimento e o elogio – motivações extremamente poderosas para manter a equipa animada e inspirada. Parece óbvio que o ato de elogiar, quando e onde é devido, seja prática comum, mas por norma o elogio é feito de acordo com a posição e poder. É frequente os líderes serem reconhecidos pela ideia ou trabalho árduo de um funcionário do nível abaixo.
Alguns líderes – os menos bons – ficam com os louros em vez de reconhecerem os esforços de outros. Não só não é ético como é também uma forma infalível de melindrar as pessoas. Os líderes devem reconhecer o desempenho das suas equipas, e incentivar os colaboradores a reconhecerem e elogiarem os colegas por um trabalho bem feito – tal promove um ambiente de confiança e de colaboração.

4. Ser generoso quando algo corre mal 

Culpar os outros pode criar um ambiente tóxico e matar a produtividade e o ambiente. Quando os erros acontecem, a tendência natural é procurar um bode expiatório. Os líderes eficazes vão sempre assumir os seus erros em vez de olhar para o lado à procura de alguém para assumir a culpa. Mesmo que o líder nem sequer estivesse a par do que originou a asneira, deve estar disposto a aceitar a culpa pelos erros da equipa que chefia, dado que, em última instância, é o responsável por o que a equipa produz. “Queimar” um membro da equipa não só paralisa a criatividade desse colaborador como impede que o resto dos colegas estejam dispostos a tentar coisas novas, além de que vão ressentir-se deste tipo de liderança. Se algo correr mal na sua empresa, como uma violação de dados, por exemplo, assuma o erro e tome medidas para o corrigir, como tornar a cloud mais segura, em vez de tentar encontrar alguém para culpar.

5. Aprender a gostar de liderar
Se há uma característica intrínseca dos líderes mais eficazes é a de que gostam realmente de liderar. Os líderes que gostam do seu cargo não o apreciam pelo poder ou o status inerentes à posição – querem realmente ter impacto nos outros de forma significativa. Os líderes de sucesso entendem a importância de servir aqueles que chefiam e como os capacitar para que prosperem.

De acordo com o autor do best seller “Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”, Stephen R. Covey (1932-2012), “no mercado global competitivo de hoje, só as organizações cujas pessoas oferecem de bom grado o seu tremendo talento criativo, compromisso e lealdade, mas também as organizações que alinham as suas estruturas, sistemas e estilo de gestão para apoiar a capacitação das suas pessoas, vão sobreviver e prosperar como líderes de mercado”.

25-10-2017

Fonte: Inc.com


Portal da Liderança