O Principezinho Põe a Gravata: Uma fábula para redescobrir o que realmente importa na gestão de pessoas

O Principezinho Põe a Gravata: Uma fábula para redescobrir o que realmente importa na gestão de pessoas

 Livro

TítuloO Principezinho Põe a Gravata: Uma fábula sobre o crescimento pessoal para redescobrir o que realmente importa
Autor: Borja Vilaseca
Edição: Maio, 2014
Páginas: 192
Editor: Self


Sinopse    

Na consultora SAT os funcionários estão descontentes, reinam o mal-estar e a desconfiança... Até que chega Pablo, personagem optimista e entusiasta, baseada no Principezinho de Saint-Exupéry. Pablo é o novo gestor de pessoas e valores e revoluciona a empresa e a vida dos empregados com as suas concepções sobre o autoconhecimento, o desenvolvimento pessoal e a inteligência emocional, ensinando-os a apreciar a mudança que podem sentir as pessoas e as organizações de que fazem parte, quando tomam consciência do seu potencial, colocando-o ao serviço de uma função necessária, criativa, sustentável e com sentido. Em tom de fábula, Vilaseca transforma um livro sobre liderança num relato inspirador que pretende divulgar valores de crescimento pessoal através de uma história exemplar.


Sobre o autor
 

Borja-VilasecaBorja Vilaseca nasceu em Barcelona a 4 de fevereiro de 1981. Como jornalista, especializou-se em temas de responsabilidade pessoal, liderança em valores e economia consciente. Entre outras publicações, colabora com o El País Semanal (EPS) e com o suplemento económico Negocios, ambos do El País. É o fundador do mestrado em Desenvolvimento Pessoal e Liderança da Faculdade de Economia da Universidade de Barcelona, dirigindo-o desde 2009. É também sócio fundador da consultora Koerentia, especializada em acompanhar empresas no seu processo de autoconhecimento, desenvolvimento e liderança organizativa. Tentando encontrar o motivo do vazio existencial que costuma afetar os seres humanos, começou a interessar-se pela psicologia e pela filosofia ocidental aos dezanove anos. Em 2005, frequentou um curso de eneagrama que assinalou um ponto de viragem na sua busca. Desde então, estudou por sua conta os grandes mestres da sabedoria oriental e aprofundou as formas de sentir bem-estar e plenitude duradouros fazendo parte da sociedade atual. Como consequência deste processo de autoconhecimento, descobriu a sua verdadeira vocação. Em 2006, começou a ministrar cursos e conferências e, em 2008, publicou o seu primeiro livro: Encantado de Conocerme (Plataforma). Atualmente, é professor do Porta22 (Barcelona Activa), na Fundação Ambit e em diferentes mestrados de coaching e inteligência emocional. O Principezinho põe a gravata é o seu segundo livro.


Opinião

O livro “O principezinho põe a gravata” é descrito como um trabalho jornalístico que conta a história de uma consultora que, em cinco anos, conheceu um crescimento económico assinalável.

Tudo começa com um evento marcante na vida do diretor-geral dessa consultora e a história desenrola-se com as opções de gestão e de liderança que são feitas a partir daí. Alguma da terminologia usada, como o novo responsável pelas pessoas e valores (Diretor de RH) e a sala das máquinas (espaço dos consultores) imprimem um tom de maior graça à leitura.

Todos os leitores que trabalham arduamente, que se interrogam sobre os valores reais das empresas e sobre as opções de harmonia entre a vida pessoal e profissional, ficam interessados e querem ler toda a história deste livro, principalmente porque, ao contrário de outros livros de desenvolvimento pessoal que são feitos de episódios casuísticos e algo banais, este livro tem um enredo e, de forma subtil, faz-nos refletir e identificar-nos ou identificar alguém conhecido…

O prólogo escrito pelo próprio fundador e presidente honorário da consultora que serviu de inspiração ao livro, termina com uma citação que está omnipresente no livro: “Quem não vive para servir, não serve para viver”.

Por Sandra Almeida


Sandra AlmeidaSandra Almeida, doutoranda em Turismo na Universidade de Aveiro, com Mestrado em Gestão e Desenvolvimento em Turismo pela Universidade do Algarve, é licenciada em Turismo – ramo Marketing, pela Universidade do Algarve, tendo desenvolvido o 2º ano na University of Wales – Cardiff. Possui experiência relevante no sector do Turismo, tendo trabalhado numa consultadora em Londres especializada em turismo, hotelaria e lazer. Foi responsável por uma profunda reestruturação na feira internacional de turismo de Portugal, a BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, tendo sido sua diretora de 2006 a 2009. Posteriormente, no Turismo de Portugal, I.P., foi diretora de uma Escola de Hotelaria e Turismo. a. Foi Diretora Executiva da Talents4Cruising, uma agência privada de colocação de pessoal especializada no sector do turismo ligada ao CEO do Grupo Douro Azul. Desde Maio 2014 que regressou à consultadoria, sendo atualmente Assistant Manager na Leadership Business Consulting.