China: o domínio nas trocas comerciais e a nova rota da seda

China: o domínio nas trocas comerciais e a nova rota da seda

O poderio económico chinês é um novo paradigma, com uma escala e alcance colossais e cujas ramificações são relevantes em termos de investimento.

Os EUA são o parceiro comercial n.º 1 de 56 nações, com relacionamentos importantes na América do Norte, na América do Sul e na Europa Ocidental. Já a China é o principal parceiro de 124 países, dominando o comércio na Ásia, Europa Oriental, África e Austrália.

Mas Pequim procura aumentar ainda mais os laços comerciais com a Ásia e a Europa ao construir uma nova rota da seda. Espera-se que a rede transcontinental chinesa, uma infraestrutura massiva com a conclusão prevista para 2025, reduza o tempo de viagem por terra entre Pequim e Londres para apenas dois dias, por comparação com os atuais 15 dias. O objetivo do projeto é encurtar o tempo do transporte de bens de consumo para a Europa, enquanto desbloqueia o potencial económico de cidades euro-asiáticas desde Almaty, no Cazaquistão, a Teerão, no Irão. A nova rota da seda vai incluir pelo menos uma linha de alta velocidade (320 Km/h) e vai ajudar a ligar até 70% da população do mundo em cerca de 40 países.

Fonte: VisualCapitalist

02-05-2016


Portal da Liderança