Apple – qual é o próximo “iPhone”?

Apple – qual é o próximo “iPhone”?

As fortes vendas do iPhone são também o maior ponto fraco da Apple. Há vida para a empresa para além do seu principal produto?

No final do exercício passado o CEO da Apple, Tim Cook, declarou que 2015 foi “o ano mais bem-sucedido de sempre” da companhia americana, com o volume de negócios a subir 28%, para 234 mil milhões de dólares.

Os números atingidos foram impressionantes. No último trimestre de 2015 foram escoados cerca de 48 milhões de iPhones, com um aumento de 36% nas vendas face igual período do ano anterior. Os investidores ficaram encantados, e as ações atingiam um valor recorde.

Há no entanto um “senão”. As fortes vendas do iPhone são também o maior ponto fraco da Apple. Os dados do segundo trimestre de 2016 são uma chamada de atenção para os investidores quanto às perspetivas de futuro do iPhone e da multinacional. As vendas do principal produto da empresa diminuíram 16% em relação aos três meses anteriores, e as receitas caíram 13%. Apesar da queda, as vendas do iPhone continuam a representar 65% do total das receitas no trimestre. 

Parece cada vez mais evidente que talvez haja um limite máximo para as vendas do iPhone no futuro – o que suscita a questão de qual será o próximo grande produto da Apple.

Uma área a prestar atenção é a categoria de “outros produtos” (no topo do gráfico, a cinza mais claro), que está a evoluir rapidamente, com um crescimento de 29% nas receitas trimestrais (por comparação com o exercício transato), e que é composta pelo Apple Watch, a Apple TV, fones e outros artigos de hardware – será esta a nova galinha dos ovos de ouro?

Fonte: Visual Capitalist

23-06-2016 


Portal da Liderança