A internet das coisas na indústria é “a” grande coisa?

A internet das coisas na indústria é “a” grande coisa?

A internet das coisas (IoT em inglês) é muitas vezes vista como um fenómeno de tecnologia de consumo que combina o potencial dos sensores de baixo custo com big data e a ligação à internet em larga escala. 

Esta visão focada no consumidor baseia-se na premissa de que vai mudar a forma como interagimos com objetos do quotidiano. Quando se fala na internet das coisas, fala-se em casas conectadas, nos automóveis, ou na saúde – com conceitos que vão mudar a forma como vivemos.

Mas há uma vertente onde a internet das coisas pode ser mais transformadora – no seu “casamento” com aplicações industriais em áreas como a mineração, petróleo e gás, infraestruturas, aviação, locomotivas, nas cidades, na agricultura, na produção, na geração de energia. Gigantes como a GE, a AT&T, a Cisco, a Intel ou a IBM cunharam-na de “industrial internet of things” (IIoT), ou a internet das coisas na indústria. E esta autêntica revolução pode ser o próximo grande motor de crescimento. Aliás, a GE prevê que, em 2030, a IIoT tenha maior representatividade na economia global do que as grandes nações, sendo ultrapassada apenas pelos EUA e pela China (ver imagem).

Fonte: Visual Capitalist

12-07-2016 


Portal da Liderança