Brexit abranda Reino Unido

Brexit abranda Reino Unido

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em baixa as projeções de crescimento para a economia global. Na atualização do “World Economic Outlook” a instituição cortou em 0,1 pontos percentuais a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) mundial, tanto em 2016 como em 2017, devido ao desempenho esperado das economias desenvolvidas.

A entidade liderada por Christine Lagarde cortou as projeções de crescimento do conjunto das economias desenvolvidas para 1,8% em 2016 e em 2017 (-0,1 pontos este exercício e -0,2 no próximo). A previsão para as economias emergentes mantém-se inalterada; o Fundo espera que cresçam 4,1% em 2016 e acelerem o crescimento para 4,6% em 2017.

Nas economias desenvolvidas, o Reino Unido é a que sofre uma revisão em baixa mais acentuada: o FMI prevê um crescimento de 1,7% este ano (-0,2 pontos), que deverá desacelerar para 1,3% em 2017 (-0,9 pontos). E, depois do Brexit, enfrenta o ritmo de crescimento mais lento desde 2012, diz o FMI.

Para a zona euro, a projeção foi revista ligeiramente em alta para 2016, graças aos desenvolvimentos positivos da primeira metade do ano, mas foi revista em baixa para 2017: o FMI antecipa que os países do euro cresçam no seu conjunto 1,6% em 2016 (+0,1 pontos) e 1,4% no próximo ano (-0,2 pontos).

Ainda nas maiores economias do euro, o Fundo prevê que a Alemanha cresça 1,6% este ano (+0,1 pontos) e 1,2% em 2017 (-0,4 pontos) e que a França cresça 1,5% em 2016 (+0,4 pontos) e 1,2% no próximo exercício (-0,1 pontos).

Fonte: Bloomberg

20-07-2016


Portal da Liderança