O país europeu com maior n.º de imigrantes é….

O país europeu com maior n.º de imigrantes é….

Sabia que, na Noruega, o maior número de estrangeiros é de origem polaca? Ou que a maioria dos imigrantes na República da Irlanda é proveniente do Reino Unido? Estes dados, reunidos por Jakub Marian, matemático e cientista da linguagem de origem checa, baseiam-se num estudo de 2015 das Nações Unidas sobre a migração internacional.

A população com a maior percentagem de pessoas nascidas no estrangeiro é a do Luxemburgo, com 45,9%. O top 5 é ainda composto pela Suíça (com 29,6%); a Suécia (18,5%), a Áustria (17,4%), a Estónia (15,8%) e a Alemanha (14,5%). Seria de esperar que, com o Brexit, o Reino Unido se encontrasse entre o top 5, mas não (tendo uma percentagem de 13,4%).

Recorrendo a dados do Eurostat sobre os pedidos de asilo entre janeiro de 2015 e junho de 2016, Jakub Marian analisou os países mais afetados pela crise europeia de migração. Conclusão? A Áustria e a Suécia são as únicas nações do velho continente a registar um aumento superior a 1% nas populações de origem estrangeira em relação ao total, enquanto a Alemanha teve uma subida de menos de 1%.

No Reino Unido, o maior número de imigrantes é oriundo da Índia. No caso da Áustria e da Suíça, por exemplo, são da vizinha Alemanha. Na República da Irlanda, a maior parte da população estrangeira é do Reino Unido. Em França, em Espanha e em Portugal os imigrantes vêm de paragens mais a sul – da Argélia, de Marrocos e de Angola, respetivamente. Na Grécia e na Macedónia predominam os albaneses. Na Polónia e na República Checa a maioria dos imigrantes é originária da Ucrânia. Em muitos países da Europa Oriental, a generalidade dos imigrantes é da Rússia.

Fonte: Jakub Marian

06-09-2016


Portal da Liderança