Trabalhadores com formação superior concentram-se em Londres

Trabalhadores com formação superior concentram-se em Londres

Na Europa os estudantes, após concluída a faculdade, tendem a convergir para as grandes áreas urbanas, dado que é onde encontram emprego qualificado. Pelo que acaba por fazer sentido que Londres, a maior cidade europeia, com 8,6 milhões de habitantes, tenha a concentração mais alta de pessoas com formação superior no velho continente.

A diferença entre a metrópole britânica e as restantes cidades europeias é considerável. De acordo com novos dados deste verão divulgados pelo Eurostat (instituto de estatística da Comissão Europeia), algumas áreas de Londres têm uma concentração de trabalhadores com formação superior que vai até 69,7%. Segue-se Oslo, na Noruega, com cerca de 54%. Paris tem 46%. Na Finlândia, país frequentemente considerado um exemplo em termos de ensino superior, a capital, Helsínquia, tem uma concentração de 51%.

Londres lidera neste âmbito por vários motivos. Inglaterra tem um desempenho relativamente melhor que muitos outros países europeus no que diz respeito à formação universitária; além de que a capital do Reino Unido é o centro social, económico e profissional para a Europa como um todo. No entanto uma análise da BBC mostra que, em Inglaterra, os níveis de educação caem a pique quando se sai de Londres: a região de Kent, por exemplo, tem 36% de pessoas em idade ativa com formação superior.

Fontes: Eusostat, Fórum Económico Mundial

07-09-2016


Portal da Liderança