Zeinal Bava: Em Portugal há um défice de capacidade de decisão e só cometendo erros é que aprendemos

Zeinal Bava: Em Portugal há um défice de capacidade de decisão e só cometendo erros é que aprendemos

Em entrevista ao Portal da Liderança, Zeinal Bava, Presidente Executivo da Oi e Presidente da PT Portugal, referiu que "só não erra quem não toma decisõZeinal Bava, Presidente Executivo da Oi e Presidente da PT Portugal, referiu que "só não erra quem não toma decisões " e que esta é "a altura de fazer coisas novas e diferentes, de tropeçar, consertar e levantar".    

Portal da Liderança (PL): Como classifica a sociedade portuguesa em termos de capacidade de liderança?

Só cometendo erros é que vamos aprender qualquer coisa que valha a pena." 

 
PL:

Que conselho deixa para os jovens líderes de Portugal?

É preciso que os jovens tenham a confiança de viver e conviver com o erro e entender que neste mundo, onde cada vez mais vivemos conectados, têm mais a ganhar se colaborarem." 


PL:

bS71D4{/youtube} Q outube}q3HaGNd_Kak{/youtube}omo pensa ser a melhor forma de um líder reagir ao erro?

Nós tipicamente construímos num ano e passamos nove a consertar o que construímos.

Zeinal Bava é Presidente Executivo da Oi e Presidente a PT Portugal, a maior empresa portuguesa de telecomunicações, com mais de noventa e três milhões de clientes em Portugal, Brasil, África e Ásia, no final de 2011. Zeinal Bava foi nomeado Presidente Executivo da PT em abril de 2008 e foi reeleito em abril de 2012, tendo abdicado em junho de 2013 e assumido a presidência executiva da Oi no Brasil e passado a desempenhar na PT funções de Presidente de Portugal. Zeinal Bava exerce também funções como Membro do Conselho Geral da Cotec Portugal; Membro do Conselho Geral da Universidade Técnica de Lisboa; Membro do Conselho de Fundadores da Casa da Música; Membro do Conselho de Administração da Fundação Luso-Brasileira e Membro do Conselho de Administração da Fundação Portugal África. Antes de ingressar na PT, foi Diretor Executivo e de Relações para Portugal do Merrill Lynch International, do Deutsche Morgan Grenfell e do Warburg Dillon Read. Em 2013 foi eleito pelo Thomson Reuters Extel Survey como o 5ª melhor presidente executivo europeu nível nas relações com os investidores e foi considerado pelos analistas como o melhor presidente-executivo de uma operadora de telecomunicações da Europa, segundo os prémios da revista financeira Institutional Investor. Em 2011 foi premiado nos Best Leader Awards, promovido pela Leadership Business Consulting, como o melhor líder português em empresa privada, e distinguido pela Institutional Investor como o segundo melhor CEO europeu no setor das telecomunicações e o melhor CEO em Portugal. Em 2010, foi eleito o melhor CEO no setor de Telecomunicações da Europa, pela Institutional Investor, e como o melhor CEO em Portugal pela Extel. Em 2009, foi considerado o melhor CEO na área de Investor Relations no âmbito do Investor Relations & Governance Awards (IRGA), uma iniciativa da Deloitte. Enquanto CFO do Grupo PT, foi eleito por três vezes o melhor CFO no setor das telecomunicações da Europa, pela Institutional Investor.