Ferreira de Oliveira: Infelizmente temos mais chefes gestores que líderes

Ferreira de Oliveira: Infelizmente temos mais chefes gestores que líderes

A menos de uma semana da cerimónia da 7.ª edição dos Best Leader Awards, recuperamos um depoimento ao Portal da Liderança do atual responsável da Petroatlântico, laureado na categoria de Líder na Gestão de Empresa Privada em 2012 e votado este ano o mais transformador.

Manuel Ferreira de Oliveira, na altura CEO da Galp, referindo-se à liderança em Portugal, considera que temos "mais chefes gestores do que líderes" e que "um dos atributos de qualquer pessoa que pretenda liderar é a transparência".

 

Portal da Liderança (PL): Como classifica a sociedade portuguesa em termos de capacidade de liderança?

Manuel Ferreira de Oliveira (FO): Nós, infelizmente, temos mais chefes gestores do que líderes. A verdade é que a cultura de uma liderança qualificada tem vindo a ser desenvolvida por muitas instituições e empresas e começa a sentir-se um progresso enorme na cultura de liderança do nosso país.

PL: Que conselho deixa para os jovens líderes de Portugal?

FO: Primeiro é que entendam o que é ser líder. Líder é ser um dinamizador de uma equipa, uma pessoa que é capaz de pensar a curto, a médio e a longo prazo em simultâneo e que tem em si energia suficiente para fazer o que diz que quer fazer e levar os outros a acompanhá-lo nessas grandes tarefas.

PL: Como pensa ser a melhor forma de um líder reagir ao erro?

FO: Reconhecê-lo. Um dos atributos de qualquer pessoa que pretende liderar é a transparência e não há ninguém que seja perfeito e o reconhecimento imediato dos erros é a melhor forma de exprimir os fundamentos da sua transparência.

 

Ferreira-de-Oliveira-GALPManuel Ferreira de Oliveira é o vice-presidente do Conselho de Administração da Galp Energia desde abril de 2006 e presidente executivo da Galp Energia desde janeiro de 2007. Antes de ingressar na Galp Energia, foi presidente do Conselho de Administração e presidente executivo da Unicer – Bebidas de Portugal, SGPS, S.A. entre 2000 e 2006, presidente do Conselho de Administração e presidente executivo da Petrogal de 1995 a 2000, de 1980 a 1995 teve responsabilidades executivas na Lagoven, S.A. (participada da Petróleos de Venezuela, S.A. – PDVSA, ex-Creole Petroleum Corporation, subsidiária da Exxon), nas áreas de Produção, Refinação, Comércio Internacional e Planeamento Corporativo, incluindo responsabilidades como CEO e/ou membro do Conselho de Administração da BP Bitor Energy (Londres), Nynäs Petroleum (Estocolmo), Ruhr Oil (Dusseldorf) e PDV Serviços (Haia). Entre outras funções não executivas que exerce é, atualmente, vice-presidente do Conselho Geral da Universidade do Porto. Ferreira de Oliveira é licenciado em engenharia eletrotécnica pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, possui o grau de Master of Science (MSc) em Energia pela Universidade de Manchester, é Doutorado (PhD) também na área de Energia pela mesma Universidade e obteve o grau de Professor Agregado pela Universidade do Porto, onde, em 1979, se tornou Professor Catedrático; a sua formação em Gestão teve lugar, essencialmente, em programas do IMD – Suíça, da Harvard e da Wharton Business School – USA.