Nações do Sudeste Asiático avançam com bloco económico e de segurança

Nações do Sudeste Asiático avançam com bloco económico e de segurança

As Nações do Sudeste Asiático estabeleceram uma comunidade formal que visa implementar uma circulação de comércio e de capital mais livre, numa área de 625 milhões de pessoas e com uma produção económica combinada de 2,6 triliões de dólares (cerca de 2,4 triliões de euros).

A declaração da comunidade foi assinada este domingo, 22 de novembro, por líderes da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) em Kuala Lumpur, anfitriã da cúpula anual do grupo este ano, de acordo com a Reuters.

Composta por dez membros, a comunidade ASEAN inclui uma dimensão política, de segurança e sociocultural. Mas é a vertente económica que proporciona mais oportunidades, numa região cujo Produto Interno Bruto (PIB) combinado a tornaria na 7.ª maior economia do globo.

A ASEAN já eliminou praticamente as barreiras tarifárias entre os dez países, afirmou o primeiro-ministro malaio, Najib Razak, anfitrião da cúpula, na cerimónia de assinatura. “Agora temos de assegurar que criamos um mercado único e base de produção, com maior liberdade de circulação de bens e de serviços”.

23-11-2015

 


Portal da Liderança