Mestrado da Nova chega ao top 20 do Financial Times

Mestrado da Nova chega ao top 20 do Financial Times

A universidade portuguesa está à frente de instituições como a HSC Lausanne, o Imperial College de Londres ou a Warwick Business School do Reino Unido. A lista dos 90 melhores programas de mestrado em gestão conta com mais uma escola lusa – a Católica Lisbon, na 52.ª posição.

A Universidade Nova encontra-se no top 20 no ranking do Financial Times (FT), que avalia os melhores mestrados em gestão do globo. O International Master in Management (IMM) da Nova School of Business and Economics (SBE) é considerado o 17.º melhor do mundo, tendo escalado 14 lugares em relação ao anterior ranking.

A mais recente lista do jornal britânico aponta o IMM como 8.º do planeta a garantir maior experiência internacional aos seus alunos. A Nova SBE é ainda a que, em Portugal, proporciona melhores salários e obtém o melhor retorno de investimento, com elevadas taxas de empregabilidade. Três meses após o curso 96% dos alunos estão no mercado de trabalho, e 40% enveredam por carreiras internacionais. A remuneração média anual dos diplomados ultrapassa os 50 mil dólares (cerca de 44.500 euros).

Quanto à diversidade da escola, o Financial Times destaca a forte internacionalização do programa, em que 76% dos estudantes são provenientes do exterior, daí que o IMM ocupe a 13.º posição entre os melhores do mundo em termos de mobilidade internacional.

Outro dos pontos fortes do International Master in Management da Nova SBE é a diversidade de género: 49% dos alunos são mulheres, e o corpo docente conta com 37% de professoras.

A Nova SBE é assim a escola n.º 1 em Portugal nesta edição do ranking do Financial Times, liderado pela suíça Saint Galllen pelo sexto ano consecutivo.

Mas há outra instituição portuguesa de ensino superior a figurar na lista dos 90 melhores programas de mestrado: a Católica Lisbon School of Bussiness and Economics, cujo International MSc in Management se situa no 52.º lugar, tendo subido sete posições face a 2015. A Católica-Lisbon proporciona uma experiência global, que inclui o acesso a três das 15 melhores entidades com programas de mestrado mundiais: a francesa ESCP Europe, a alemã WHU Beisheim e a italiana Università Bocconi.

No critério empregabilidade a Católica dá o salto para o top 15, com uma taxa de empregabilidade de 97% nos três meses a seguir à conclusão do mestrado, ligeiramente acima do da Nova School of Business and Economics, cuja taxa de empregabilidade é de 96%.

12-09-2016


Portal da Liderança