Retenção de talentos como parte do ADN da nossa empresa

Retenção de talentos como parte do ADN da nossa empresa

Apostar no crescimento do conhecimento dos nossos colaboradores é apostar na empresa e na sustentabilidade do negócio.

Charles Arkwright

Na L'Oréal falamos em talento e em mérito. É fundamental e estratégico para o desenvolvimento do nosso negócio capturarmos e retermos o melhor talento, trabalhando sempre no sentido de proporcionar aos nossos colaboradores a possibilidade de fazerem uma brilhante carreira baseada na meritocracia. Apostar no crescimento do conhecimento dos nossos colaboradores é apostar na empresa e na sustentabilidade do negócio.

Da mesma forma que apostamos na atração e na retenção de talento, depositamos nos nossos colaboradores uma grande expetativa. Esperamos que sejam dinâmicos e atentos ao que se passa no seu país e no mundo em redor, que tenham uma cultura diversificada, que percebam as tendências e detetem oportunidades. Que sejam empreendedores, que não tenham medo de arriscar e que encontrem um negócio em que tenham paixão, para se dedicarem de corpo e alma aos projetos. Só assim podem fazer a diferença e ser únicos.

A forma como implementamos estas políticas em Portugal assemelha-se a todos os outros mercados onde estamos presentes, pois o talento, embora relativo e diferente, é estimulado de forma igual em França, Portugal ou num outro país, através de um ambiente de trabalho que incentive o bem-estar e flexibilidade para criar um equilíbrio entre a vida profissional e a pessoal. Os talentos fazem a diferença e são reconhecidos na L'Oréal. Estão no coração da política da gestão de Recursos Humanos da nossa empresa.

Ao procurarmos sempre os melhores para a nossa realidade empresarial, a busca de talento é feita com base em diversos aspetos, tendo em conta a nossa cultura e o nosso mercado de beleza. Para obter sucesso na L'Oréal, e na beleza, são precisas qualidades e competências específicas que ultrapassam as competências técnicas. Têm a ver com a capacidade de estabelecer uma visão estratégica, a capacidade de liderança, de ambição individual e de grupo e uma grande capacidade de discernimento. Mas também com recetividade a conhecer novas culturas, capacidade para olhar para o mundo e abertura à diferença. Estas são qualidades inerentes aos portugueses.

Na retenção de talentos temos de compreender que a valorização profissional e pessoal é muito importante e, para tal, temos de estar inteirados das especificidades pessoais e culturais de cada colaborador. Esta é a pedra angular na gestão de Recursos Humanos na L'Oréal. Não é possível investir na carreira dos nossos colaboradores e deixar que os próprios se sintam a crescer na realidade da empresa sem uma enorme flexibilidade apoiada na compreensão de cada colaborador, da mesma forma que é imperativo incentivar o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal. Esta última questão é ainda mais gritante quando nos referimos à nova geração que está a entrar no mercado de trabalho, os Millennials, que têm uma ideia de carreira totalmente diferente, em que este equilíbrio entre a vida profissional e pessoal assume um papel central.

 04-07-2016

 

CharlesArkwrightCharles Arkwright, de nacionalidade francesa, é diretor de Recursos Humanos da L’Oréal Portugal. Com mais de dez anos de experiência na área de RH, iniciou a carreira como responsável pelo sistema de gestão de Recursos Humanos do grupo Canal + (produtor e distribuidor de televisão e cinema). Em 2006 integra a L’Oréal em França, onde desempenha funções em várias direções de RH, quer no grupo quer na L’Oréal France; e gere projetos e pessoas na divisão internacional de produtos de luxo, numa gábrica Garnier, na divisão de produtos de grande público (DPGP) e na L’Oréal Paris. É nesta marca que passa a diretor de RH.
Em 2012, enquanto diretor de recrutamento da DPGP no grupo L’Oréal, desenvolve o recrutamento de talentos. Em 2014 troca Paris por Lisboa para assegurar a direção de Recursos Humanos da L’Oréal Portugal.
Formado em Gestão e Administração pela Skema Business School, completou um master em Gestão de Recursos Humanos e Relações Laborais na Universidade Paris II.