Sabe a quem agradecer pelos seus sucessos?

Sabe a quem agradecer pelos seus sucessos?

Os candidatos/executivos que não conseguem identificar quem os ajudou no seu trajeto trazem um conjunto de problemas. Até os Ferraris precisam de quem lhes abra o caminho e os deixe passar. 

Carlos Oliveira

Procurar ajuda e saber reconhecer quem nos ajuda é um passo essencial para se ter sucesso, especialmente no mundo empresarial, conforme mostram as grandes organizções, os investidores em start ups e até os desportistas.

Em certas empresas, candidatos a cargos executivos são excluídos de processos de seleção se não forem capazes de identificar as pessoas que os ajudaram a ter sucesso.

Os candidatos/executivos que não são capazes de identificar quem os ajudou ou os está a ajudar nos seus sucessos trazem consigo um conjunto de problemas.

Em primeiro lugar, não são totalmente honestos consigo e com os outros, porque ninguém consegue nada sozinho. E a desonestidade intelectual não conduz a bons resultados a médio prazo. Mesmo quando a pessoa tem um grande valor e é muito acima da média. Há muita gente com imenso talento que nunca chegou longe, porque não teve a ajuda de outros. São Ferraris presos num congestionamento de carros banais. Também os Ferraris precisam de quem lhes abra o caminho e os deixe passar. Mesmo na Fórmula 1, onde não há congestionamento, o condutor do carro ganhador, apesar do seu talento, não faz muito sem toda uma equipa de mecânicos, de nutricionistas, de reabastecedores de gasolina, de fornecedores de pneus, de informadores sobre a posição de outros carros, etc. Muitas vezes o diferenciador que dita um vencedor está num destes elementos e não no condutor.

Em segundo lugar, quem não sabe reconhecer a importância do contributo dos outros não é tão capaz de constituir equipas de sucesso – um fator decisivo de liderança.

Em terceiro lugar, quem procura ajuda, se deixa ajudar, ou mais facilmente obtém a ajuda dos outros, tem maiores probabilidades de sucesso.

De forma similar, os investidores em start ups dificilmente investem quando o empreendedor se apresenta sozinho em vez de mostrar a sua equipa e o valor da sua equipa, i.e., da sua ajuda. Por experiência própria e dolorosa, os investidores sabem que o risco do negócio é bem maior quando uma pessoa não tem equipa de qualidade ou não sabe reconhecer o seu valor. 

Ainda na mesma linha, os executivos mais famosos e de maior sucesso tiveram a humildade suficiente para se apoiarem em coaches e consultores anónimos que, apesar de não terem o seu talento e competência, foram determinantes para os ajudarem no seu sucesso. Aliás, basta olhar para os desportistas de topo. Não se conhece nenhum que tenha sido campeão trabalhando sozinho, sem treinadores, sem equipa de suporte, sem apoios emocionais.

No seu caso, sabe reconhecer quem o ajudou no caminho até aqui? Tem a consciência de que em tudo o que fez, dificilmente o fez sozinho? Por vezes são pequenas coisas, uma frase, um pequeno abrir de porta, uma pequena oportunidade, que fizeram a diferença. Outras vezes, nem são relacionamentos profissionais, mas sim pessoas próximas, um pai, um companheiro, uma irmã, que nos dão aqueles pequenos mas importantes apoios que damos por garantido e desvalorizamos. Outras vezes são apoios muito críticos e decisivos, em momentos determinantes, por parte de mentores, colegas, ou reportes diretos.

Numa lógica de autodesenvolvimento de liderança, se tivesse de destacar os três apoios mais determinantes que teve na sua carreira, seria capaz? E quais os três apoios que vai precisar no futuro? O caminho do sucesso também passa por aí. Numa lógica de líder que cria líderes, quem está próximo e merece e pode ser apoiado para ir mais além?

16-05-2016 

CMO-PLCarlos Miguel Valleré Oliveira é CEO da Leadership Business Consulting, empresa internacional de consultoria de gestão presente em oito países: África do Sul, Angola, Brasil, Cabo Verde, EUA, Espanha, Moçambique e Portugal. O também presidente da CCILSA – Câmara de Comércio e Indústria Luso Sul-Africana assina quinzenalmente a rubrica "Ponto de Vista" no Portal da Liderança sobre os temas da liderança-gestão, economia-sociedade e inovação-empreendedorismo. Mais informação aqui.