E os países da OCDE com a maior queda nos salários são…

E os países da OCDE com a maior queda nos salários são…

… A Grécia, o Reino Unido e Portugal são as únicas três nações da OCDE - Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico em que os salários reais caíram entre 2007 e 2015, de acordo com o último relatório do TUC - Trades Union Congress (central sindical britânica).

O documento revela que os rendimentos reais nos primeiros dois paísesdiminuíram mais de 10% desde 2007. E que o Reino Unido teve uma queda maior nos salários ajustados pela inflação (“reais”) desde a crise financeira que qualquer outra nação avançada, com exceção da Grécia.

A grande diferença entre o Reino Unido e a Grécia é que, enquanto este último país viu a sua taxa de emprego (proporção de pessoas em idade ativa com trabalho) cair 9% no período de sete anos, o primeiro registou uma subida de 0,6%.

Houve grande crescimento nos salários reais noutros países da OCDE – a Polónia teve uma subida de 23%, a Alemanha de 14%, e a França 10%.

A Polónia e Alemanha também registaram um aumento significativo nas taxas de emprego; já a França teve uma queda de 1,8%.

Os EUA viram os salários reais crescer 6,4%, enquanto a taxa de emprego caiu 3,4%.

A redução nos salários reais no Reino Unido é vista como um fator que influenciou os eleitores a votar para que o país abandonasse a União Europeia.

Fontes: TUC, OCDE, Fórum Económico Mundial

28-07-2016


Portal da Liderança