Jorge Coelho sai da presidência da Mota-Engil

Jorge Coelho sai da presidência da Mota-Engil

 

J orge Coelho deixou hoje as funções de presidente da comissão executiva e vice-presidente do grupo por "razões de ordem pessoal".
 

Em comunicado enviado à CMVM, a Mota-Engil informa que "decidiu Jorge Paulo Sacadura de Almeida Coelho, por razões de ordem pessoal, renunciar às funções de Presidente da Comissão Executiva e Vice-Presidente do Grupo Mota-Engil".

Nestes cinco anos, dei tudo o que podia e sabia para o êxito do Grupo Mota-Engil. Assumo que a um ritmo vertiginoso e cuja continuidade, para mim, exigiria uma energia que não é humanamente renovável", explica Jorge Coelho numa nota pessoal relativa ao seu pedido de demissão do cargo de presidente executivo da Mota-Engil.
Jorge Coelho

Jorge Coelho sublinha que...

para o Grupo Mota-Engil esta é uma mudança necessária, positiva e, para além do mais, natural". "Foi uma decisão individual. Encaro-a como um passo normal da vida de todas as pessoas, das empresas e das instituições e foi dado em total consonância com os accionistas do Grupo", acrescenta Jorge Coelho nessa nota pessoal.

Em jeito de balanço a este ciclo de cerca de cinco anos de liderança executiva da Mota-Engil, Jorge Coelho diz que...

não foi fácil, mas foi estimulante". "Todo o sucesso deve ser partilhado com os cerca de 22 mil colaboradores que em África, na América Latina, na Europa Central e em Portugal acreditam na estratégia do Grupo Mota-Engil e a implementam com profissionalismo. Um sucesso que se deve muito aos accionistas de referência, à família Mota, que impulsionaram e sempre confiaram na estratégia seguida", salienta Jorge Coelho

Jorge Coelho transformou um grupo de construção que já era sólido num grupo de serviços internacionalizando todas as suas áreas e com modelos replicados, na construção, nos portos, nos resíduos, no ambiente", disse António Mota.

 

Em sua substituição, "foi nomeado para Presidente da Comissão Executiva do Grupo Mota-Engil, o Dr.Gonçalo Nuno Gomes de Andrade Moura Martins," que vinha exercendo as funções de CFO e Vice-Presidente do Grupo Mota-Engil.

A empresa de construção adianta ainda que Jorge Coelho "aceitou liderar e dinamizar o recém criado Conselho Consultivo Estratégico da Mota-Engil que, junto com personalidades de projecção nacional e internacional e elementos da Alta Direcção do Grupo, irá contribuir para a reflexão estratégica sobre as vertentes de internacionalização e diversificação do mesmo, pilares centrais do seu desenvolvimento, emitindo recomendações e pareceres aos Órgãos Executivos".

 

 

Adaptado a partir das noticias para o Económico de Rita Paz e Nuno Miguel Silva.