5 Formas de replicar o sucesso da liderança da Zappos

5 Formas de replicar o sucesso da liderança da Zappos

O nome Tony Hsieh pode não significar muito para si, a não ser que seja funcionário da Zappos.com ou uma das 400.000 pessoas que comprou e leu o livro “Delievering Happiness”. Nesse caso sabe exatamente de quem é Tony Hsieh.

Tony Hsieh começou como CEO da poderosa empresa de e-commerce, Zappos.com, em 2000. Desde então, ajudou a aumentar as vendas para mais de 1 bilião de dólares por ano e teve um importante papel na aquisição da empresa pela Amazon, em 2009.

Segundo Amanda Fayer, vice-diretora de Marketing de Conteúdo do NewsCred, “o que é muito mais impressionante, é que estabeleceu uma cultura de empresa inigualável (uma que está a gerar um impacto não muito diferente de um culto) centrada à volta do facto que o “quociente de felicidade” de um funcionário ser crucial para o crescimento e sustentabilidade de um negócio”.

Na sua opinião, “o estilo de gestão do Tony pode parecer impossível de replicar se não for um CEO ou uma empresa com biliões de dólares e recursos infinitos. Mas se adaptar, gestores de todos os níveis podem utilizar as suas táticas de liderança. Eis cinco dos hábitos mais influenciadores do Tony e de como pode replicar o sucesso dele na sua equipa”.

5 Formas de replicar o sucesso da liderança da Zappos:

  • O que o Tony faz: Comunicar abertamente e de forma honesta com os funcionários.

"Em vez de deixar as notícias da empresa propagarem-se lentamente pelos diferentes níveis, numa forma tipicamente corporativa, o Tony é conhecido por comunicar com os seus funcionários diretamente através de emails personalizados, reuniões e encontros de equipa informais, certificando-se que as notícias da empresa vêm sempre diretamente do topo.

Mas não é uma conversa unilateral. O Tony também tira tempo para ouvir os seus funcionários. Como resultado, os funcionários da Zappos sentem-se confortáveis ao expressar as suas opiniões e ao discutir as suas ideias com diretores, executivos e colegas de trabalho."

O que você pode fazer:
"Algures entre o gestor de sisudo e difícil de ler e o gestor aberto que partilha demasiado, existe um líder bem equilibrado e acessível. Para aperfeiçoar esse papel e interiorizar o seu Tony interior, comece a comunicar com a sua equipa sempre que possível, mantendo-os a par dos objetivos e das grandes decisões da empresa e do departamento que os podem afetar. Claro que existe informação que não pode partilhar, mas comunicar abertamente, sempre que possível, irá ajudar os seus funcionários a sentirem-se como uma parte significante da empresa.

E lembre-se que a comunicação deve ser bilateral. Um aspeto importante de gerir os outros é aprender quando deve parar de falar e começar a ouvir as suas necessidades, as suas frustrações e os seus medos. Ajude os seus funcionários a sentirem-se confortáveis para expressarem as suas ideias ao terem sessões de brainstorming semanais ou ao criar uma caixa de sugestões anónimas." 

  • O que o Tony faz: Concentrar-se na diversão.  

"Para o Tony, a diversão é prioridade e isso é evidente na vida diária dos seus funcionários. Para além de sapatos e vestuário, a Zappos é conhecida com a empresa anfitriã de eventos: desfiles de máscaras, churrascadas e até a festa anual de Ano Novo em casa do CEO em Las Vegas, entre outros.

Mas a diversão não é limitada às horas fora do horário de trabalho. O Tony encoraja os funcionários a divertirem-se dentro do escritório através de eventos internos, reuniões interativas e tempo para os funcionários seguirem os seus projetos de paixão. Como resultado, os funcionários estão sempre entusiasmados para vir para o trabalho e para passar tempo com os colegas de trabalho."

O que você pode fazer:
"Coloque um pouco de diversão na sua abordagem de gestão. Planeie encontros entre departamentos (jantares, olimpíadas no escritório ou reuniões temáticas) que criam comunicação, criatividade, construção de equipas e pura diversão. E não limite isso às horas fora do horário de trabalho. De vez em quando, organize uma saída à noite com bowling, bebidas ou um jantar de equipa. Mostre que está interessado em conhecer os seus colegas e não só das 9 às 18. Irá demonstrar que aprecia os seus funcionários ao mesmo tempo que se torna mais humano." 

  • O que o Tony faz: Manter os funcionários com padrões elevados.

"Na Zappos, tudo é feito de acordo com o conjunto de valores únicos da empresa. Os funcionários não só têm que memorizar e a referir estes dez valores quando necessário, como também são encorajados a aceitá-los e a aplicá-los nas suas vidas diárias.

Por exemplo, “fazer negócios com integridade” (um dos valores principais), significa que os funcionários são encorajados a ter orgulho no seu trabalho e que são responsáveis pelos seus comportamentos. Ao mesmo tempo, espera-se que os funcionários continuem humildes (outro valor), o que cria um sentido de trabalho em equipa e em cooperação."

O que você pode fazer:
"Reúna-se com a sua equipa para criar um conjunto de valores que reflita os objetivos e as prioridades do seu departamento. Desafie os seus funcionários a pensarem sobre o que defendem, seja a nível do departamento seja a nível da empresa, e que valores é que acham importantes para o sucesso. Como é que o seu departamento contribui para o negócio em geral? Que objetivos pode criar para tornar essas contribuições maiores? Como é que a sua equipa é única e como é que acrescenta valor para os clientes?

No final da sessão de brainstorming, os seus valores podem ser incluídos em coisas como “aceitamos o fracasso com graça” ou “ganhamos como uma equipa”. Seja o que o for que criar, irá encorajar a colaboração, unir a sua equipa e clarificar os seus objetivos." 

  • O que o Tony faz: Mantém um nível de campo de jogo.

"Em tudo o que diz e faz, o Tony transmite que todos os funcionários na Zappos são iguais. Na verdade, utiliza a sua casa para encontros com funcionários da empresa e também partilha o seu local de trabalho. Isso mesmo. Apesar de ser o CEO, escolhe trabalhar numa secretária no meio dos cubículos em vez de se isolar num escritório de canto. E com essa manifestação de humildade, o Tony estabelece um mesmo nível de campo de jogo com o resto da empresa."

O que você pode fazer:
"Pode não ser capaz de mudar o lugar onde se senta mas pode mudar a maneria como age. Crie o hábito de dar umas voltas e falar com a sua equipa. Independentemente de trabalhar com 5 ou 15 funcionário, é importante criar tempo para a interação individual, fora de reuniões formais ou de avaliações de desempenho anuais. Sair do seu escritório mostra que está interessado naquilo que se passa com a sua equipa e isso ajudá-la-á a vê-lo com um líder leal em vez de alguém superior." 

  • O que o Tony faz: Admite humildemente quando está errado.

"Como parte dos valores principais da empresa, os funcionários são encorajados a admitir os seus erros. Na verdade, quando a Zappos sofreu uma perda de 1.6 milhões de dólares (em seis curtas horas) por causa de troca nos preços, o Tony assumiu a responsabilidade pelo golpe. Em vez de desapontar os clientes, escolheu assumir o profundo desconto aplicado a todos os que tinham comprado bens durante essa troca nos preços. Como resultado, o Tony ganhou uma lealdade incrível dos clientes mas também demonstrou à sua empresa e aos acionistas que a honestidade é o melhor caminho."

O que você pode fazer:
"Não faça de conta que sabe tudo e não espere que os seus funcionários saibam tudo. Inspire-os a tomar riscos, a admitir quando estão errados e a adaptarem-se quando as coisas não correm como esperado. Para encorajar isto, tente ter reuniões semanais de equipa onde refere as conquistas ou as dificuldades mais recentes, dando conselhos e ajuda quando necessário. Comece a reunião referindo os seus próprios obstáculos profissionais. Revelar que é humano e que comete erros ajudará a sua equipa a sentir-se confortável para admitir os seus desafios. "


Seguindo o exeplo de Tony Hsieh, se liderar dando exemplo, se mantiver os seus valores principais e se ceder quando necessário, a sua equipa irá obter melhores resultados de forma consistente, para si, para a equipa e para a empresa como um todo.

Fonte: The Daily Muse


Amanda-FayerAmanda Fayer é vice-diretora de Marketing de Conteúdo do NewsCred. Anteriormente foi chefe de gabinete do diretor de marketing da AOL e colaborou no marketing de produtos do The Huffington Post Media Group. Amanda tem uma vasta experiência no desenvolvimento de marcas, na comunicação da estratégia externa e internamente, em publicidade on-line e ao nível editorial. Estuda atualmente jornalismo na Universidade da Columbia e tem em bacharelato em Governo e Geografia pelo Dartmouth College.